Serviços Iniciais: Topografia.

Topografia costumava fazer parte das disciplinas das faculdades de arquitetura (primeiro obrigatória, depois eletiva, agora nem isso). Com a sua eliminação, poucos hoje sabem o que precisa ser exigido quando contratamos um serviço de topografia. Algo bastante comum na verdade para quem trabalha com projetos urbanos, estudos de viabilidade ou mesmo com aprovações de edificações. Em todos os casos é sempre importante o arquiteto e urbanista tomar a frente para que a topografia fornecida possa efetivamente servir ao seu projeto.

Para auxiliar os profissionais e interessados estamos disponibilizando aqui um check list do que deve ser observado em um levantamento topográfico planialtimetrico, uma vez que as informações constantes nele são fundamentais para um bom desenvolvimento de projeto.

Polígonos.

Uma topografia deve identificar os limites do terreno, tanto em desenho quanto numa tabela com as coordenadas dos pontos dos vértices devidamente georeferenciadas. São três polígonos distintos, podendo estes coincidir, mas que devem estar identificados: o polígono das dimensões da matrícula, o polígono das dimensões do imóvel no local, e o menor polígono originado da sobreposição dos dois limites anteriores. Em geral, prefeituras aplicam o regime urbanístico sobre a área do menor polígono.

Planimetria x planialtimetria.

Um dos primeiros cuidados é em relação a denominação do serviço contratado. Planimetria refere-se a dimensões. Planialtimetria une dimensões e níveis. É fundamental o fornecimento dos níveis de modo que os projetos possam considerar estas informações. O posicionamento dos níveis deve permitir a compreensão das condições do imóvel, ou seja, em um terreno mediano, urbano, de metragem média de 300m2 considera-se necessário um mínimo de 10 pontos indicando os níveis em diferentes locais – podendo variar de acordo com a topografia. Também os níveis devem estar referenciados com os níveis oficiais do município no local.

Curvas de nível e seus espaçamentos.

A determinação do espaçamento entre curvas de nível deve partir do arquiteto e estar de acordo com o tipo de terreno. Terrenos mais planos podem exigir a delimitação das curvas a cada meio metro ou até menos. Já terrenos com topografia usual deve mostrar curvas de metro em metro. Áreas com inclinação muito acentuada podem mostrar as curvas a cada 2 metros. Importante verificar também em relação ao tamanho do imóvel. A importância da delimitação das curvas é poder analisar e planejar aterros e cortes necessários para a implantação de um projeto. Cortes são mais baratos, aterros, mais caros. A correta informação se reflete em custo direto ao cliente.

Vegetação.

Independente do número de exemplares, vegetação com altura acima de 2m deve estar indicada. Varias prefeituras solicitam essa informação. Além de ser necessário, quando bem feito, o levantamento é uma base importante para o laudo de cobertura vegetal.

Na topografia, as árvores tem apenas suas posições marcadas. Não há identificação quanto a espécie ou condição. Se fizer o serviço junto com o laudo de cobertura vegetal, pode agilizar o serviço e ganhar tempo.

Elementos físicos como postes, bueiros e ruas.

Elementos físicos diversos devem estar indicados na topografia. Postes, lixeiras, bancos, bueiros, tampas, cercas, muros, são exemplo das informações necessárias. As larguras de vias devem estar determinadas assim como dimensões de calçadas e alinhamentos.

Edificações.

Além dos elementos de menor porte, edificações devem estar delimitadas incluindo o material de construção, madeira, alvenaria, misto.

Cotas de topo e fundo de PV’s.

Poucos sabem mas a topografia deve informar as cotas de topo e fundo de redes externas ao lote, também chamados de PV’s (Poços de Vistoria). Geralmente estas redes, de esgoto cloacal, pluvial, etc, estão em calçadas ou em vias públicas. São nessas redes que serão ligadas os projetos de infraestrutura. Por exemplo, num projeto de esgotamento cloacal. A conexão deve se dar em relação a caixa que está na área pública. A cota de topo é a cota em relação ao nível superior, muitas vezes q própria calçada. A cota de fundo é o menor ponto que poderemos chegar com a nossa rede, ou seja, a determinação de caimentos do esgoto cloacal deverá atender a este condicionante. Caso o terreno seja mais baixo do que a rede, deverá ser bombeado para fora do lote. Estas informações são pertinentes para o desenvolvimento que projeto completo que irá ser construído. Pode influir inclusive na determinação do partido.

Afloramentos.

A topografia deve indicar afloramentos de pedras como matacões, que se configuram em obstáculos ao projeto. Influência a necessidade de estudos geológicos, definições de fundações, podendo inclusive inviabilizar custos de utilização de certas áreas dos terrenos.

Corpos d’água.

Assim como outras elementos, açudes, lagos, afloramentos tipo olhos d’água, nascentes, rios, devem estar delimitados na topografia. Importante que estes elementos estejam de acordo com as curvas de níveis. Pois já recebemos topografia onde a água literalmente subia o morro, o que estava absolutamente errado. Deve ser informado se o limite é a recorrência de chuvas de um ano e não o que está no local no momento da medição.

GPS, RTK ou Estação Total.

Diferentes equipamentos podem ser utilizados em um levantamento topográfico, que influenciam diretamente no custo do serviço contratado e na precisão do que será fornecido.  GPS é utilizado normalmente para a conferência de um polígono para uma identificação inicial e pode não possuir a precisão que você deseja, utilize apenas em levantamentos para lançamentos e estudos sem compromisso, como um método de ir avaliando enquanto a topografia final não fica pronta. A estação total, é a mais usada nos dias de hoje ela trabalha no plano (mede) o que chamamos de PLT, tem uma precisão excelente, mas tem problemas em vinculação com o georeferenciamento e carece por vezes de cálculos em grandes áreas por isso se recomenda para terrenos menores, não para glebas. O RTK é o equipamento mais avançado ele é uma evolução entre o GPS e a Estação Total, ela mede em curva a superfície, também chamamos de GEO, é melhor afinada em relação as coordenadas georeferenciadas, se recomenda para grandes áreas devido a sua produtividade, mas dependendo do local as vezes pode demorar para seu alinhamento. São muitas variáveis então recomendamos para a simplificação chamar bons profissionais e conversar com eles estes detalhes, não precisamos ter o conhecimento total, mas para conseguir cobrar um bom serviço temos que saber do que estamos falando, em um próximo momento podemos tratar de alguns detalhes mais profundos, mas para quem tiver curiosidade a NBR-14.166 pode ajudar nisso, por mais que muitos profissionais não gostem muito é Norma, mas falemos disso em outro momento. Abaixo, medição em andamento e profissional utilizando uma estação total.

Colocação de Marcos.

Em grandes áreas, é aconselhável a colocação de Marcos físicos no terreno. Isso permitirá uma melhor localização da área no local, quando da análise da topografia elaborada. Em grandes espaços é comum perdermos a referência e percepção do espaço. Os Marcos auxiliam inclusive outros profissionais envolvidos nos projetos.

Georeferenciamento.

Não há como uma topografia não ser georeferenciadas. Ao mesmo tempo, na contratação, é importante destacar que este deve seguir o que é adotado pelo município onde o projeto será desenvolvido.

Observação importante, áreas não edificáveis não são marcada em topografias. Estas informações devem ser fornecidas pela prefeituras municipais. As informações da topografia são informações extraídas do imóvel, não contempla análises legais nem condicionantes legais do imóvel. Exceto se a sua topografia contratada for do tipo cadastral. Ela agrega toda a questão de legal junto com o levantamento, ou seja áreas não edificáveis, áreas de proteção ao meio ambiente, assim como outras informações de secretarias e órgãos públicos.

Conhecer as informações relacionadas ao nosso trabalho é fundamente para a atuação, para o melhor desenvolvimento dos projetos e a natural satisfação do cliente.

Equipe Capsula