Diário de um Projeto, Protótipo de Casa Popular, Pesquisa de Materiais.

Se você foi contratado para fazer um protótipo, você terá que pesquisar os materiais para este protótipo. No nosso caso já temos o material definido mas não temos a informação completa sobre ele. Trata-se de um composto rígido de média densidade, produzido a partir de polímeros termofixos e resinas, que se apresenta ainda com a característica de ser impermeável. Não entraremos no mérito de marcas para não entrar no mérito de divulgação ou não de material – que não é o objetivo.

Comercializado em chapas de 1 x 1 metro (embora nossas amostrar sejam de tamanho bem menor), tem diferentes espessuras a diferentes preços. Suas composições são feitas a partir da colagem das peças com cola de tubos hidráulicos, ou então com o uso de parafusos – tipo parafuso de madeira. Infelizmente, nem sempre os sites disponibilizam toda a informação que você precisa. E o pior é que nem sempre os representantes sabem te esclarecer o que você precisa. Como se trata de um material que será usado em construções de baixo custo, o valor em si das peças é uma condicional muito importante. E se você pensa que conseguir o preço das diferentes peças é fácil, está muito enganado. Ainda que você esteja desenvolvendo um projeto que poderá alavancar vendas do material, conseguir preços por vezes pode parecer uma tarefa impossível.

Depois de vários contatos com o representante da fábrica, em busca de qual espessura teria o menor valor para então projetar a composição das peças de forma mais econômica, ouvimos que a fábrica só dá preço depois de ver o projeto, para então cotar a execução do projeto como um todo. Neste momento, a sensação é que desenvolver produtos no Brasil é bem mais difícil do que a primeira impressão. Para efetivamente conseguir os preços para conseguir fazer um estudo econômico de custos (sim, por que sem saber os custos nada vai para a frente!), foi preciso contatar alguém da diretoria, que, ao ouvir a explicação, entendeu a necessidade, e então mandou que as devidas informações nos fossem passadas.

É preciso entender que no caso de um protótipo de residência de material novo, alguns testes deverão ser desenvolvidos, sendo de início os testes de resistência, em especial quando ao fogo. Sair fazendo testes de todas as peças disponíveis pode comprometer os custos do desenvolvimento do protótipo. Para se ter uma ideia, de início, foi cotada a realização dos seguintes testes com o material:

– Determinação densidade óptica de fumaça ASTM E662

– Índice de Propagação Superficial de Chama NBR 9442:1986

– Classificação de reação ao fogo dos materiais

Os custos do primeiro orçamento recebido ficaram em R$ 7140,00 (Sete Mil Cento e Quarenta Reais). Ora, não se trata de algo que pode ser classificado como barato. Então, realmente é inviável economicamente fazer testes com variadas opções, o que reforça a necessidade de estudo prévio das peças para posterior envio para os devidos testes.

Sem ainda definir por completo as peças a serem usadas, passamos para a análise arquitetônica, para então definir a composição das peças que serão submetidas aos testes.

Equipe Capsula