7 passos do sucesso na Arquitetura.

Não vamos aqui relatar o passo óbvio que é o trabalho duro, afinal de você escolheu arquitetura, trabalho duro já é uma rotina. Há alguns cuidados, porém, que podem ser tomados e que no futuro irão te ajudar na carreira.

Ame o que vc faz, e por isso coloque sua identidade no seu trabalho.
A primeira coisa e com certeza a mais importante é amar o que você faz. Se você conseguiu terminar a faculdade de arquitetura, certamente ama. Mas é importante ser honesto com você mesmo. Acredite no seu trabalho, na sua pesquisa, no seu estilo. Ter identidade própria é fundamental na arquitetura. Caso contrário, num piscar de olhos você estará odiando ao trabalho que um dia tanto amou.

Registre a responsabilidade de tudo o que vc faz.
De início pode parecer caro, mas não é. Registre a responsabilidades técnicas de todos os seus projetos e estudos. Sempre no início do trabalho. Isto é uma segurança para vc, e no futuro irá te ajudar a comprovar currículo e experiência. Seja para o seu escritório, seja para trabalhar em alguma empresa. Se achar que fica caro cobre os custos do cliente de forma aberta, assim ele saberá que você não está cobrando em cima deste custo mas que ele existe e que compõe os custos do seu serviço. Tem gente que sequer imagina que um RRT custa quase R$ 90,00 (!).

Fotografe o seu projeto executado.
Uma das coisas mais legais da arquitetura é ver o seu projeto virar realidade. Sempre fotografe a conclusão do seu trabalho. Se puder ser com um fotógrafo profissional melhor, mas senão, faça você mesmo. Ao longo do tempo você mesmo perceberá a sua evolução como profissional, além de todo este registro servir como seu portfólio e comprovação de experiência.

Guarde seus arquivos de modo organizado.
Muitos desmerecem este passo mas é fundamental. Seja para questões legais futuras, seja para reativar contatos do cliente, seja para servir de base para algum novo projeto. Antigamente gravavamos em zip, depois em cd’s, dvd’s… agora com os hd’s externos tudo ficou muito fácil então não tem desculpa para não fazer. Aproveite e digitalize documentos chave.

Primeiro aprenda a fazer para depois contratar.
Muita gente resolve ter um escritório e coloca um estagiário para fazer o trabalho grosso, de desenho, de levantamento. O estagiário não é um escravo, ele está ali para aprender. Levá-lo junto num levantamento para ele depois passar a limpo é uma coisa. Querer que ele faça sozinho é terceirizar o seu serviço. Invariavelmente a qualidade cai, e sobra para vc de qualquer maneira. Isso vale para muitas situações não só para aqueles que têm seu próprio escritório.

Método.
A faculdade nos ensina etapas de um projeto. Na vida real, é bom colocar isto em prática. Faça a pesquisa, o programa de necessidades, o lançamento inicial, evolua seu projeto, comece e termine etapas, assim você irá perceber o desenvolvimento do trabalho sem ficar perdido. Acima de tudo, conclua etapas, mas especialmente conclua seu projeto. Os arquitetos sempre tem a impressão de que faltou um pouco para ele ficar perfeito, mas a realidade é que você precisa terminar o seu projeto, executá-lo e permitir que o cliente aproveite. Projeto bom é aquele que vira realidade na vida do cliente, que aliás é quem irá usar o espaço.

O projeto é de sua autoria mas é para o seu cliente.
Não esqueça nunca do cliente quando você estiver fazendo um projeto. Não adianta uma cor estar na moda e seu cliente odiar. Ao mesmo, se seu cliente foi até você, ele deve ter em mente o seu estilo. O segredo está na união destas duas coisas, não perca seu estilo, mas não esqueça quem vai usar o seu projeto.

Equipe Capsula